Once Upon a Time

Por - maio 30, 2018



Once Upon A Time é uma série que mistura o mundo mágico com o real e alguns enredos são um pouquinho diferentes dos que já conhecemos, então deixe sua imaginação fluir.


Imagine os personagens dos contos de fadas sem seus finais felizes. É assim que Once Upon a Time se apresenta, mostrando que dessa vez a Rainha Má/Regina (Lana Parrilla) finalmente triunfou. Para ter a sua felicidade a Rainha Má lança um feitiço na Floresta Encantada e envia todos os personagens de contos de fadas (sem magia, sem lembrar quem eram de verdade) do mundo encantado para Storybrook, uma pequena cidade do Maine.
Após perderem a memória de suas vidas na Floresta Encantada, ganharam novas identidades e empregos adaptados ao mundo moderno. A única pessoa que pode quebrar o encanto da maldição e restaurar as memórias dos personagens perdidos é Emma Swan (jennifer Morrison) filha da Branca de Neve (Ginnifer Goodwin) e do Príncipe Encantado (Josh Dallas), que fora transportada ainda bebê da Floresta Encantada para o mundo real antes que a maldição fosse lançada.
Após 28 anos, Emma é trazida a Storybrooke por seu filho biológico Henry (Jared S. Gilmore), na esperança de quebrar a maldição. Auxiliada pelo garoto, que tem um livro de contos de fadas que detém a chave para acabar com a maldição, Emma precisará vencer seus medos de uma vez por todas e lutar contra as forças das trevas.

Inicialmente a série teve seis temporadas e nesse longo período de exibição vários personagens já tiveram seus enredos contados em algum momento da trama. Descobrimos os segredos da Chapéuzinho Vermelho, nos surpreendemos com o enredo de Peter Pan e pudemos conferir de pertinho a bondade que há no coração da Rainha má. Os episódios geralmente são centrados em um personagem e possuem uma narrativa não linear, retratando dois segmentos: um mostrando o presente, os dias atuais dos habitantes de Storybrooke após a maldição; outro revelando o passado de algum personagem antes da maldição, servindo de peça-chave para a compreensão do espectador sobre suas atitudes nos dias atuais.

#Spoiler: A quarta temporada é toda dedicada a animação da Disney de 2013, Frozen: Uma Aventura Congelante.
Os cenários e figurino dos personagens também são um espetáculo à parte. A jaqueta vermelha de Emma Swan tornou-se uma peça icônica no vestuário do drama de sucesso, mas a história por trás da escolha é o que é verdadeiramente surpreendente.

Tomando novos rumos a série retornou em sua sétima temporada dando início a um novo arco narrativo trazendo muitas novidades. Os produtores resolveram dar continuidade a série com um novo reino encantado, uma nova maldição e novas versões de histórias antigas e de personagens que já apareceram em temporadas passadas. Todas essas aventuras acontece em Hyperion Heights - Seattle, uma cidade bem maior que StoryBrooke e que tem pessoas normais do mundo real. O conto principal será a história da Cinderela (Dania Ramirez), e a rivalidade dela com sua madrasta Lady Tremaine (Gabrielle Anwar).

Eu sou do time que acha que a série podia ter terminado na sexta temporada, que teve um final bem digno, porém, os produtores tentaram restabelecer os dias de glória da série, e sem sucesso decidiram por essa ser a última temporada.

Enfim, eu sempre fui apaixonada pelos contos de fadas da Disney, e poder ver essas histórias de um ponto de vista diferente e fazendo parte do mundo real foi muito incrível. Apesar de todos os clichês, a série mostra que qualquer pessoa é capaz de amar, e que todos merecem um final feliz. Pra quem também ama contos de fadas, super recomendo!
Fotos: Reprodução

Você também pode gostar

0 comentários