Operação Big Hero

Por - agosto 10, 2018

Operação Big Hiro nos apresenta a cidade de São Fransokyo (uma mistura de São Francisco e Tóquio), onde mora Hiro um garoto muito inteligente e gênio da robótica, que desperdiça seu tempo em competições de luta com robôs. Tadashi seu irmão mais velho, a fim de afastá-lo de confusão o leva para conhecer o laboratório onde trabalha e estuda, e o apresenta a seu mais novo invento, Baymax, um robô inflável que funciona como um assistente pessoal de saúde. Fascinado com o laboratório, com Baymax e com o mestre das leis da robótica, que é o professor de Tadashi, Hiro decide que quer entrar para a escola e ampliar seus conhecimentos. Para entrar nessa escola o jovem precisa criar um projeto que seja realmente fantástico, e depois de muitas noites sem dormir ele cria o - microbô - um robô que faz o que você desejar com a força do pensamento. Hiro só não esperava que essa invenção atrairia olhares maldosos. Depois de estranhos acontecimentos envolvendo sua invenção que atingem a cidade, Hiro se une aos seus melhores amigos: o robô Baymax, a veloz Go Go Tomago, o obcecado por organização Wasabi, a especialista em química Honey Lemon e o fã de quadrinhos Fred. Determinados a solucionar o mistério e com ajuda da tecnologia eles iniciam os treinamentos para se tornarem os novos heróis da cidade.

Meu personagem preferido do filme é o Baymax, um robô com corpo inflável, criado por Tadashi para ser um atendente médico pessoal, ele é capaz de escanear uma pessoa, detectar e tratar seus níveis de stress, dor e humor.
Ele pode revolucionar a medicina moderna. Mas para Hiro o robô acaba se transformando em muito mais que isso, um verdadeiro herói e seu melhor amigo. Depois de uma reprogramação que inclui um pulso de foguete, super força e propulsores que permitem ele voar, Baymax se torna um dos heróis de Operação Big Hero.

Você também pode gostar

0 comentários