121 dias e contando...

Por - julho 17, 2020


121 dias em isolamento social...


Poucas saídas para ir apenas no mercado ou farmácia. 


Confesso que teve dias que em nome da minha saúde mental fui à casa da minha irmã vez ou outra. E mesmo tomando todos os cuidados a sensação é de medo.


Os dias parecem sempre iguais. Já perdi as contas de quantas vezes já surtei. Fico pensando nas pessoas por aí, será que também estão surtando? Cada um com seu motivo particular, é claro. Mesmo coberta por todos os meus privilégios tem sido um momento muito complicado. 


Uma  avalanche de sentimentos chega por aqui todos os dias. Choro. Sorriso. Raiva. Calmaria. Medo. Angústia. Ansiedade. Gargalhadas. Desespero. Momentos alegres e momentos muito tristes. E estresse. Muito estresse. Tudo no mesmo dia, às vezes na mesma hora. 


Eu até tentei manter algumas rotinas, com intuito do dia passar mais leve, mas não deu certo. Apenas continuo seguindo, sem saber muito pra onde. 


O futuro sempre foi incerto, mas antes podíamos ao menos fazer planos. Ainda podemos fazê-los, mas sem saber ao certo quando vamos tirá-los do papel e torná-los reais. Se é que vamos. E isso só aumenta a minha ansiedade. Não saber o que está por vir é assustador. 


Às vezes parece que isso nunca vai ter fim.


Você também pode gostar

0 comentários